Limitar o aquecimento global do planeta gerando eletricidade a partir de fontes renováveis.

A importância das energias renováveis se deve ao fato de que um terço de todas as emissões de CO2 e um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa provêm da eletricidade e do calor.

A transição para as energias renováveis atualmente em andamento pode ser acelerada se mais empresas usarem seu poder de compra para adquirir e gerar eletricidade a partir de fontes renováveis, relata a organização européia The Climate Group, numa campanha do Programa RE 100, um movimento global que já conta com mais de 150 corporações que assumiram uma meta de ser 100% movida a energia renovável.

O esforço vai de encontro ao desafio mundial de limitar o aumento da temperatura global do planeta abaixo de 2º graus, conforme Acordo de Paris que foi assinado por 195 países durante a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, que ocorreu em Paris, em dezembro de 2015.

A importância das energias renováveis se deve ao fato de que um terço de todas as emissões de CO2 e um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa provêm da eletricidade e do calor, destaca o relatório do World Resources Institute (2016).

Dada a urgência e importância de conter as emissões de gases de efeito estufa, 10 prefeitos, incluindo: Paris, Londres, Barcelona, Milão, Copenhagen, entre outros, endereçaram uma Carta Aberta a Comissão Européia para que assumam, todos, um compromisso de zerar as emissões de gases de efeito estufa até 2050, de modo a evitar um aumento dos eventos extremos do clima neste século. Entre as metas e ações propostas pelos prefeitos fazem parte: 100% de energia renovável, net zero buildings, resíduos-zero e transporte-zero emissões.

A ECarbon surge nesse contexto e com o propósito de limitar o aquecimento global do planeta a partir das energias renováveis, operando numa economia de baixo carbono.

Daniel Ohnuma